hiperconvergência

Afinal, o que é hiperconvergência?

Powered by Rock Convert

Para profissionais de TI e para o próprio negócio, a importância do uso de dados para decisões e controle de produtividade está tornando essa uma função cada vez mais importante.

Por essa razão as tecnologias de gestão estão acompanhando o movimento como uma tendência para simplificar e melhorar a eficiência do seu trabalho.

Um exemplo de tecnologia que chega para simplificar é a hiperconvergência. Neste post, vamos conversar sobre o assunto, definir essa tendência e te convencer de que essa é uma grande saída para o futuro. Vamos começar?

O que é hiperconvergência na área de TI?

O avanço da cloud computing e virtualização vêm sendo iteradas e aprimoradas nos últimos anos para que TIs no mundo todo consigam alcançar o potencial desse conceito: a integração de maneira simplificada de diversos modelos de infraestrutura.

A ideia da nuvem sempre foi oferecer idealmente um ambiente completo para serviços de TI, que consiga abranger todas as necessidades tecnológicas de uma organização. Esse caminho só foi possível com a maturação dos processos de virtualização e automatização..

E é desse conceito que surgiu a hiperconvergência. A ideia é combinar componentes físicos e lógicos de uma infraestrutura em um controle único por software. Incluídos nisso estão recursos de computação, armazenamento, rede, gestão de dados e inteligência, e produtividade.

O ponto principal é eliminar os silos na infraestrutura e permitir que todos os componentes necessários para a seus aplicativos sejam executados na mesma plataforma, colocando todos os aspectos do seu trabalho sob o mesmo guarda-chuva.

Qual a importância da hiperconvergência?

A busca por hiperconvergência não foi um processo imposto ou um acaso, ela é a consequência de como a tecnologia está transformando o mercado — tanto para negócios privados quanto órgãos públicos.

Essa é uma ideia que surgiu desde as primeiras vezes em que se falou sobre transformação digital.

É a maneira de simplificar a gestão dos componentes físicos da infraestrutura de TI, permitindo a flexibilidade necessária para se realizar novas implantações, alterações e aumento do ambiente com apenas cliques do mouse.

Quanto mais valor a informação ganha para organizações competitivas, produtivas e eficientes, mais a hiperconvergência se mostra uma necessidade. Ela é a plataforma para que esse salto seja possível, pois elimina grande parte da complexidade da infraestrutura física do data center.

Acompanhar o mercado hoje significa antecipação e rápida adaptação. Essas características só são possíveis quando o gestor de TI tem a seu alcance todas as ferramentas para enxergar sua infraestrutura por completo e agir rápido.

Quais as principais vantagens da hiperconvergência?

Agora que definimos bem o que é essa tecnologia e o que ela significa para o futuro, podemos expandir a discussão falando sobre suas vantagens em pontos específicos para a rotina de um gestor tecnológico. Veja o que o conceito pode fazer para você, sua equipe e toda a organização:

Infraestrutura como serviço

A hiperconvergência é um conceito baseado completamente nas soluções de IaaS sendo oferecidas com cada vez mais sofisticação por provedores de nuvem.

Isso significa que quem aposta em hiperconvergência consegue aproveitar-se dela com uma implementação muito rápida e flexibilidade na oferta de recursos baseados em sua capacidade de investimento e sua demanda.

A ideia é que toda a parte física do data center possa ser entregue de forma automática, por um portal de serviços. A TI, nesse cenário, preocupa-se menos com manutenção de servidores e monitoramento de funcionamento para cuidar de questões mais estratégicas — principalmente em como transformar essa tecnologia em um impulsionador de inovação de dentro para fora.

Economia de recursos

O resultado da troca de investimento em hardware (Capex) para um gasto mais consciente e flexível em operação e serviços (Opex), permite que a TI tenha mais controle sobre custos para economizar o orçamento. Isso é especialmente importante em órgãos públicos, quando os investimentos são mais engessados.

Performance e produtividade

O que os exemplos de hiperconvergência pelo mundo vêm mostrando é que sistemas com infraestrutura integrada na nuvem conseguem oferecer mais performance com menos investimento.

Isso se dá porque bons provedores de IaaS trabalham constantemente com o objetivo de melhorar sua entrega, atualizar sua estrutura e oferecer um serviço de qualidade.

Na ponta dessa relação, mais performance do sistema significa mais produtividade para você e para toda a organização. Dados com estruturação mais inteligente de armazenamento, acesso remoto, ferramentas integradas de visualização e edição, tudo isso contribui para departamentos alinhados, processos agilizados e tarefas automatizadas.

Gestão de TI simplificada

Focando no seu trabalho, tudo que conversamos sobre hiperconvergência aponta para um benefício incrível: a possibilidade de ter um sistema complexo, funcional e produtivo com seu controle total a alguns cliques de distância.

O que se busca nesse conceito é uma integração completa entre infraestrutura, recursos, ferramentas e painel de controle. Assim, a sua visão integrada da infraestrutura permite a tomada decisões certas e com menos tempo para colocá-las em prática. É uma transformação que vem mudando o trabalho de profissionais no mundo todo.

Quais as aplicações da hiperconvergência em uma organização?

A hiperconvergência pode ser aplicada de diversas formas em uma organização, dependendo muito de objetivos, natureza da produtividade e o engajamento de todos os departamentos.

Inicialmente, a hiperconvergência pode ser utilizada como um passo inicial para cloud computing. A ideia é ter um ambiente local que possa ser integrado com nuvens públicas de forma simplificada.

Nesse caso você poderá usufruir do melhor dos dois mundos: um ambiente local, para suas aplicações críticas que não podem ir para a nuvem, com a opção de com apenas alguns cliques fazer o transbordo de aplicações ou serviços para provedores de nuvens públicas.

Mas talvez, o grande ganho da Hiperconvergência seja devolver ao gestor de infraestrutura um papel de destaque nas decisões de negócio. Isso porque ele não irá mais precisar se preocupar com a integração entre vários hardwares diferentes e poderá dedicar um tempo maior em inovação e melhoria dos serviços.

Ou seja, o uso de infraestrutura hiperconvergência é uma mudança profunda na TI que permite uma onda de inovação no data center.

O gestor de infra que correr atrás desse novo conceito vai sair na frente para ter uma infraestrutura unificada, simplificada e que se torna a base de novos grandes projetos.

E se você quer seguir por esse caminho, vai precisar saber como fazer gestão da inovação e permitir que esse novo paradigma floresça na sua organização. Quer saber como? Venha ler este post!

Powered by Rock Convert