nuvem híbrida

Como os órgãos públicos podem se beneficiar da nuvem híbrida?

Se você busca formas de melhorar o desempenho do seu sistema em uma repartição pública, já deve estar pesquisando sobre as melhores soluções do mercado. Mas você já ouviu falar na nuvem híbrida?

Essa arquitetura, ainda pouco utilizada no setor público, vem se mostrando uma solução de grande valor por unir escalabilidade, agilidade, disponibilidade e segurança.

Ficou curioso? No artigo de hoje vamos apresentar a nuvem híbrida e solucionar as principais dúvidas sobre o assunto!

O que é a nuvem híbrida?

Para entender a nuvem híbrida, primeiro precisamos definir os dois modelos mais utilizados de cloud computing: a cloud pública e a privada.

A cloud pública é o tipo mais comum de nuvem utilizado no mercado, quando um fornecedor (os mais conhecidos são Amazon, Microsoft e Google) divide sua infraestrutura entre os clientes por meio de virtualização, separando de forma lógica os recursos de armazenamento e computação destinados a cada um.

Esse é um modelo que, por questão de arquitetura, torna a oferta mais escalável, flexível e com grande performance. Mas, em alguns casos, organizações precisam de mais espaço para customizar seus servidores e controlar melhor o acesso a dados sensíveis.

Já a nuvem privada é uma infraestrutura montada dentro do data center do cliente, com as mesmas funcionalidades de uma nuvem pública sendo, portanto, de uso privado da organização.

Logo, como o nome sugere, a nuvem híbrida é uma junção desses dois modelos. É possível escolher onde os serviços de TI serão disponibilizados: na infraestrutura de nuvem privada, com maior controle da organização, ou na nuvem pública.

Várias são as vantagens dessa combinação, sendo principais: regulamentações de localização de dados (em órgãos públicos, alguns dados devem obrigatoriamente estar armazenados em servidores no Brasil), escalabilidade, preço, requisitos de segurança, sistemas e serviços sazonais, entre outros. A nuvem híbrida permite se extrair o melhor possível da tecnologia.

Como ela pode ser aplicada no setor público?

Muito utilizada em grandes companhias e organizações, só recentemente a nuvem híbrida vem sendo reconhecida como uma solução perfeita para o setor público. Essa é uma oportunidade para modernizar o data center com soluções como IaaS e PaaS, além de agilizar o desenvolvimento e o atendimento ao cidadão por meio de serviços mais inteligentes.

O setor público precisa de modernização em sua infraestrutura física de modo a se tornar compatível com a arquitetura em nuvem. A nuvem híbrida fornece um ambiente controlado, em que a repartição pode fazer a transição da plataforma tradicional para nuvem, mantendo a gestão, o controle e a previsibilidade de custos.

Quais as vantagens da nuvem híbrida?

Agora vamos falar sobre os benefícios que a implementação de nuvem híbrida traz para qualquer setor, mas que se destacam quando falamos de órgãos públicos. Acompanhe!

Automação

Uma das grandes sacadas da implantação de cloud computing é a possibilidade de utilizar essa plataforma como impulsionadora de automação e padronização em processos produtivos.

Esse ganho lógico vai desde a sua gestão, com rotinas de backup, monitoramento e controle automatizados, até o dia a dia dos usuários do sistema — por meio de regras e tarefas simplificadas para poupar tempo e aumentar a produtividade.

Libertar os colaboradores de processos maçantes e repetitivos dá a eles oportunidades para aprimorar o setor de formas mais estratégicas. Essa é a base para a origem de novas ideias e novos caminhos para aumentar a eficiência de toda a repartição.

Agilidade no desenvolvimento

O maior potencial da nuvem nesse aumento de produtividade está no trabalho da sua equipe. O desenvolvimento de soluções tecnológicas hoje é um dos pilares da TI para atender ao público e empoderar o usuário com novas funcionalidades e ferramentas mais capazes.

Com o apoio da cloud computing, fica fácil implementar metodologias de desenvolvimento ágil como DevOps, que racionalizam o trabalho dos desenvolvedores, diminuem os prazos e permitem que a TI aumente a produtividade.

Adicionalmente é possível manter a infraestrutura para desenvolvimento DevOps sob controle do departamento de TI, que vai disponibilizar de forma automatizada a plataforma adequada, além de contar com elementos para decidir qual local é mais vantajoso para cada aplicação/serviço, a nuvem pública ou privada.

Melhora na qualidade de entrega ao público

Projetos de desenvolvimento mais ágeis, com profissionais que pensam mais estrategicamente em suas soluções, resultam sempre em uma melhora no produto final, seja para o usuário do sistema ou para o cidadão — no caso de um órgão público.

Com a digitalização de serviços em todas as áreas, o gestor de TI vem se transformando no responsável por essa mudança de paradigmas, assumindo um papel central nas repartições do futuro. Quanto mais ágil e eficiente for sua gestão, mais você se destaca. A nuvem híbrida pode ser a plataforma ideal para esse novo momento.

Confiabilidade operacional

Isso se torna ainda mais importante quando pensamos nas características que definem o sucesso no setor público: transparência, padronização de processos e inteligência com simplicidade.

A utilização da nuvem híbrida racionaliza a sua infraestrutura e deixa toda a operação interna mais coesa e integrada. Dados são armazenados e dispostos seguindo regras de uso e de acesso, com flexibilidade e mobilidade na consulta de dados.

Tudo isso dá mais visibilidade para processos entre os usuários e mais praticidade para o cidadão que precisa resolver uma questão ou utilizar um serviço. É a melhor forma de aliar segurança com disponibilidade.

Segurança

Falando em segurança, vale reforçar que a nuvem híbrida consegue incluir em sua gestão ferramentas de proteção de dados tanto da nuvem pública quanto da privada.

É como receber o melhor dos dois mundos: de um lado, você tem um controle de acesso ágil e integrado, aliado a históricos de modificação e backups para dar mobilidade ao sistema sem expor dados importantes.

De outro, há a possibilidade de customizar sua nuvem em data centers exclusivos, com um controle muito mais fino sobre as informações armazenadas e um monitoramento focado na sua própria solução.

E com uma arquitetura de nuvem híbrida é possível manter dados regulamentados sob controle, além de obter informações sobre previsão de gastos com infraestrutura local e nuvem pública.

Como superar os desafios de implementação da nuvem híbrida?

A nuvem híbrida é uma base para sua gestão se tornar mais ágil, simplificada, integrada e com mais performance — isso tudo sem abrir mão da segurança. Mas isso não significa que não haja desafios a serem superados para uma implementação.

A dificuldade principal é encontrar fornecedores, dentre os tantos existentes, que consigam oferecer a performance e a segurança esperadas para a gestão de TI em um órgão público.

Mas isso é resolvido com pesquisa, planejamento e objetivos bem definidos. A nuvem híbrida é uma excelente saída para transformar digitalmente também o setor público e você pode ser a fagulha para iniciar essa revolução tecnológica.

Que tal, então, apostar em ajuda especializada para encontrar a melhor solução de cloud computing? Entre em contato conosco!